Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Estamos Sozinhos?

Posso te dizer o que é verdade. Tu formas a tua própria opinião.

Estamos Sozinhos?

Posso te dizer o que é verdade. Tu formas a tua própria opinião.

Uma presença familiar desejada

Moarn Stjer, 16.07.19

“O pai do meu namorado morreu ontem. Esta noite ele voltou para casa”

forest-549664_1920.jpg

Esta experiência paranormal aconteceu com Maddie, na noite seguinte ao falecimento do pai do seu namorado.

Maddie conta que o seu sogro teve um derrame em massa e já se encontrava em morte cerebral. A família, em vez de o deixar ligado às máquinas, optou que ele partisse no conforto dos cuidados do hospital.

Ela era muito chegada ao seu sogro, embora só namorassem há dois anos e meio, mas, deu para perceber que ele era pessoa mais gentil e genuína que tinha conhecido.

O seu sogro já recebia cuidados neurológicos, devido a uma lesão cerebral anterior.

Não foi uma morte fácil e foi muito difícil vê-lo a dar o seu último suspiro. Estávamos com ele quando isso aconteceu.

Maddie vive na casa do seu namorado e a sua família. Depois de voltarem para casa, a sua sogra pediu para ajudar a organizar um álbum de fotos da sua última viagem, algo que não conseguiu terminar por não aguentar mais a emoção de olhar para as fotografias. Terminei por ela a organização.

Passados dez minutos, a porta abriu. Sem ninguém a sair, ou a entrar. Levantou-se para ver se via alguém que pudesse ter entrado, ou saído, com pressa, mas, não viu ninguém. Ela tinha a certeza de que a porta estava completamente fechada e não havia correntes de ar que pudessem fazê-la abrir.

Depois de fechar a porta, ouvi o Google Home ligar, na casa de banho. Foi até lá e não vi ninguém. A casa de banho estava vazia e luz apagada. O Google Home foi um presente para o pai do seu namorado no último aniversário.

Verificou que todos estavam na varanda e ela era a única em casa.

Começou a chorar.

Apesar da história de Maddie não ser assustadora, não deixa de ter o seu lado comovente, já que se trata da presença de uma figura que era querida a toda a família e que voltou para casa para junto deles

Se tem alguma história semelhante e que queria contar, por favor, sinta-se à vontade para o fazer nos comentários.